Abaiara, Ceará – Brasil

Igreja Abaiara (foto: Professor Pêpê)

Abaiara é um município brasileiro do estado do Ceará. Sua população estimada em 2010 era de 10.849 habitantes. Suas origens remontam ao início do séc XIX, quando aí se instalaram os fazendeiros José Leite da Cunha e José Júlio Sampaio, cujo desempenho firmou-se no domínio geofísico e aproveitamento do potencial agroprodutivo, além do apoio subsidiário do criatório.

Etimologia
O topônimo Abaiara é de origem indígena túpica que singnifica ilustre, pessoa importante.

Gentílico:  abaiarense

História
As terras localizada no sopé da Chapada do Araripe, eram habitadas pelos índios Kariri, Gauariú.
Os integrantes das entradas, militares e religiosos, mantiveram os primeiros contatos com os nativos, estudaram todas a região dos
Cariai, catequizaram os índigenas e os agruparam em aldeiamentos ou missões.

Igreja no Sítio São José (Abaiara-CE) Foto: professor_pepe

Os resultados destes contatos e descobrimentos desencadeiaram notícias que na região tinha ouro em abundância e em seguida desencadeou-se uma verdadeira corrida para os sertões brasileiros, onde famílias oriundas de Portugal, sonhando com as riquezas de terras inexploradas e com a esperança de encontrar o minério, que as levariam a aumentar o seu patrimônio material, além de aumentar o seu prestigio pessoal com a corte portuguesa.

A busca do metal precioso, nas ribanceiras do Rio Salgado, trouxe para a região do Sertão do Cariri, a colonização e com consequência a doação de sesmarias, o que permitiu o surgimento de lugarejos e vilas.
Abaira como núcleo urbano surgiu neste contexto ao redor de uma fazenda de gado.

O Município foi denominado primitivamente de “São Pedro”, depois “Pedro Segundo” com o Decreto-Lei nº 448, de 20 de dezembro de 1938 e, posteriormente denominou-se Abaiara, pelo Decreto-Lei nº 1.114, de 31 de dezembro de 1943.

Praça de Abaiara (Foto: Professor Pêpê)

Abaiara – palavra tupi que significa varão ilustre, pessoa importante, relembrando a figura nobre e insigne do segundo Imperador do Brasil.
No século passado, Joaquim Leite de Cunha ajudado pelo Padre Jose Antonio de Araujo, ergueu, na parte baixa da atual cidade , uma capelinha com a invocação de São Pedro.

Mais tarde, o povoado se deslocou para a parte alta, e prosperou em torno de outra Capela, a do Sagrado Coração de Maria, construída em 1869, graças ao trabalho do Padre Jose Antonio Maria Ibiapina.

Política
A administração municipal localiza-se na sede, Abaiara.

Geografia
Clima – Tropical quente semi-árido com pluviometria média de 669 mm com chuvas concentradas de janeiro à abril.

Hidrografia e recursos hídricos – As principais fontes de água são: Riacho Rompe Gibão, Riachos Sabonete, São Pedro, Jitirama.

Relevo e solos – As principais elevações são: Serras de São Felipe, Serra da Mãozinha, Serra do Araripe.

Vegetação – Floresta caducifólia espinhosa (caatinga arbórea) na maior parte do território e floresta subcaducifólia tropical pluvial (mata seca) nas áreas de maior altitude que compreendem a parte dudoeste do território municipal. E este município ainda faz parte da Área de Proteção Ambiental da Chapada do Araripe.

Subdivisão – O município tem dois distritos: Abaiara (sede) e São José.

Centro Educacional de Abaiara (Foto: Professor Pêpê)

Cultura
O principal evento cultural é festa do padroeiro: Imaculado Coração de Maria

Economia
A base da economia neste nunicípio é a agricultura (algodão herbáceo, cana-de-açúcar, milho e feijão) e a agropecuária (bovinos, suínos e avícola).
Possui ainda duas indústrias, uma de produtos minerais não metálicos e outra de produtos alimentares.


Veja Também:

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *